Missões

PDCI em Brasília

Missionário Cal Bianco desenvolve projeto na comunidade do Areal

CURITIBA, 09/09/2014 - Claudecir Bianco é missionário da 1ª IPIC, e trabalha no PDCI – Programa de Desenvolvimento Comunitário Integral – por meio do qual tem auxiliado muitas pessoas a alcançarem uma vida saudável, em comunicação com Deus e com os homens. O missionário ainda é autor do livro “Agentes de Esperança – Estabelecendo o Shalom de Deus através da Missão Integral”.

Neste momento, uma das cidades de ponto de desenvolvimento do programa, é Brasília, na comunidade do Areal onde o PDCI está sob o comando do Pr. Sérgio, da Igreja Jesus Vive. Cal, como é chamado na 1ª IPIC, esteve em Brasília de 21 a 24 de agosto ministrando o curso de capacitação do programa. Na cidade há uma escola pública com excelente estrutura onde eles se reúnem todos os sábados. A equipe que trabalha com o programa está desenvolvendo um bom relacionamento com os pais dos alunos da escola, oferecendo cursos de eletricidade, reforço escolar, futebol, vôlei e preparação para concursos. Estas são ferramentas muito importantes de relação do projeto com iniciativas públicas, conforme explica o missionário: “Estamos planejando realizar uma triagem de saúde escolar para envolver ainda mais os pais e outros parceiros do Governo”.

Ore por esta missão:
Ore pela família de Cal Bianco, e por suas atividades. Nos dias 20 e 21 de setembro, o missionário participará do segundo módulo de treinamento de formação para atuar em coach, em Jundiaí/SP. O missionário pede também que orem pela consolidação do PDCI em Brasília e pelo Pr. Sérgio e sua família.

 

Evangelismo com crianças e jovens

Jorge e Mariana participam de campanha de evangelização em Coréia do Sul e África

CURITIBA, 30/06/2014 - Mariana e Jorge trabalham com o evangelismo e o discipulado de adolescentes e jovens, como missionários em Kansas City, nos Estados Unidos. O casal faz parte do GX Internacional, um ministério de evangelismo e ação social que usa estratégias diferenciadas para alcançar adolescentes e jovens. Por meio do hip-hop, do break, de esportes radicais e mídias diversas, eles propagam as verdades de Cristo a este público que tanto amam.

No mês de junho, Mariana e Jorge estiveram na Coréia do Sul, em Zâmbia e na Tanzânia por três semanas participando de campanhas evangelísticas de oração e cura, com crianças e jovens. O casal trabalhou junto ao orfanato “Casa da Esperança”, um projeto administrado e cuidado por pessoas cristãs, de onde surgiu a oportunidade de realização de campanhas evangelísticas pelos países de Zâmbia e Tanzânia.

Na próxima semana Jorge viaja para a Noruega onde ministrará um workshop a respeito de hip-hop, e Mariana, que está com sete meses de gravidez, regressa para casa; continue em oração por este casal, por seu trabalho com missões e sua vida pessoal.

 

Liberdade para servir

Conheça o projeto Domingo da Igreja Perseguida

CURITIBA, 26/05/2014 - O Domingo da Igreja Perseguida foi criado em 1987, pelo Irmão André, e é realizado no Brasil desde 1988, com o objetivo de despertar a Igreja brasileira para a realidade da perseguição e intolerância religiosa que acontecem ao redor do mundo. Mesmo em pleno século 21, frente a tanta globalização, cerca de 100 milhões de cristãos ainda sofrem com a perseguição religiosa pelo simples fato de escolherem seguir a Cristo. Por este motivo há 26 anos a organização Portas Abertas realiza o DIP - Domingo da Igreja Perseguida, evento realizado na data de hoje, 25 de maio, por todo o Brasil e também aqui na 1ª IPIC.

Em 2013, o evento contou com a participação e o envolvimento de 5.021 organizadores e igrejas brasileiras que se comprometeram a orar e socorrer a Igreja Perseguida, fazendo a diferença.

O tema deste ano é ‘‘Liberdade para servir’’, baseado no versículo de Gálatas 5.13: “Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne; pelo contrário, sirvam uns aos outros mediante o amor.” O objetivo principal do DIP em 2014 é orar pelos pastores e líderes africanos que são perseguidos e impedidos de louvar o nosso Deus.

Este é um momento para que a igreja brasileira possa se unir em oração e aproveitar a liberdade que temos pra expressar amor àqueles que sofrem em nome do Senhor!

 

Trabalho com crianças órfãs

Missionária  prepara equipe para viagem à África do Sul

CURITIBA, 24/03/2014 - Talitha Anunciação é uma das missionárias acompanhadas pela 1ª IPIC. Em 2012, Talitha fez a Escola de Treinamento e Discipulado (ETED) com ênfase em missões médicas, e após três meses de treinamento no Pacífico, passou dois meses no Noroeste da Ásia trabalhando com médicos, enfermeiras, e psicólogas.

Atualmente Talitha trabalha em Kona, no Havaí, com uma ETED bilingue (inglês e coreano) e treina uma equipe para viajar no final do mês para a África do Sul e Swaziland (pequeno país do sul da África) onde farão discipulado com crianças órfãs que tiveram seus pais, vítimas do vírus HIV+. Swaziland é o pais com maior índice de HIV+ do mundo. A equipe tem 113 adultos e duas crianças. Todos são descendente de coreanos, na classe estão professores, pastores, administradores, nutricionistas, advogados e estudantes, todos na espectativa pela viagem e pelo trabalho que irão fazer, conforme comenta Talitha: “Estamos muito animados por poder ministrar para as crianças e poder fazer parte do que o nosso Pai está fazendo naquela parte do mundo”.

Ore por esta missão:
A missionária pede oração pela viagem que acontecerá dia 25 de março, quando a equipe embarca de Kona para Johannesburg (maior cidade da África do Sul); a viagem dura três dias. Talitha pede que a igreja ore pedindo por proteção na viagem, pela união da equipe e pelo trabalho que será feito.

 

Notícias da família Brandão

Evangelismo na Copa do Mundo no Brasil é um dos projetos para o ano

CURITIBA, 17/03/2014 - Carlos e Tereza Brandão trabalharam no Norte da África por longo período. Hoje, Carlos faz parte da liderança internacional de uma organização missionária, supervisionando líderes de campo em diferentes países. Tereza atua como professora na área da educação, na parte acadêmica do centro de treinamento de sua denominação e na escola secular, que se vale de ensinamentos da Palavra para semear princípios na vida dos estudantes.

Entre os projeto da família para 2014, está o de levar a mensagem da cruz durante a copa do mundo de futebol no Brasil, conforme explica o missionário: “A copa é uma excelente oportunidade de levar a palavra para turistas e também brasileiros. Se você tem interesse, por favor entre em contato conosco, e poderemos conversar sobre algumas possibilidades”.

Outro projeto em andamento é a produção no Brasil de um método de comunicação das boas novas, e de discipulado, que inicia seu processo de tradução para o português, a ser utilizado especialmente com o povo de cultura árabe.

O missionário também pede oração da igreja por novos obreiros no trabalho: “Estamos orando por uma parceria na cidade onde residimos, para receber pessoas para o treinamento transcultural. Precisamos de uma equipe que trabalhe conosco com recrutamento, levantamento de recursos e treinamento. Ore por novos obreiros, pois vasto é o campo e poucos são os voluntários”.

 

Visita à tribo Pucaurquillo

Isaías, Quéia e Matheus Yud visitam aldeia  peruana

CURITIBA, 10/03/2014 - A família Yud atua como missionários no Peru, na evangelização e no auxílio social a tribos indígenas localizadas no país.

Em sua carta mensal a família relata sobre a viagem feita à aldeia de Pucaurquillo, em janeiro, lá eles participaram de reuniões com a diretoria do Instituto Bíblico para avaliar e programar o ministério de capacitação de líderes indígenas e peruanos e visitaram várias famílias, conforme conta o Missionário Isaías: “Pudemos animar, motivar e aconselhar as pessoas que visitamos. Algumas fizeram um novo compromisso com Deus, outras renovaram o compromisso que tinham, outras não tomaram nenhuma decisão mas, continuamos orando por elas. Visitamos e informamos a família da irmã Raquel (doente Bora com câncer em Lima), da situação atual de saúde dela, do que já conseguiu e do que vem pela frente. Motivamos que busquem a presença de Deus”.

Se você quiser conhecer a aldeia, as tribos, ver como é a vida ali, ajudar de alguma forma, escreva para a família Yud. “Seria um prazer para nós ter você em uma das nossas viagens. Pra saber mais sobre tempo, necessidades, custos, fique a vontade para nos escrever”, comenta o missionário Isaías. O email para contato é: familiayud@gmail.com.

Para saber mais informações sobre o ministério da família Yud, seus pedidos de oração e suas próximas atividades, acesse o blog: www.familiayud.wordpress.com

 

Conheça nossos missionários

Saiba quem são os missionários acompanhados pela 1ª IPIC

CURITIBA, 24/02/2014 - A coluna “Notícias do Campo” é dedicada para informar mensalmente a atuação dos missionários, suas principais notícias, pedidos de oração e de agradecimento; Os informativos são enviados todos os meses pelos próprios missionários. Você também pode conhecer mais a respeito deles em nosso site, na área da Secretaria de Missões.
Conheça aqui quem são os missionários acompanhados e sustentados pela 1ª IPIC e quais são seus campos de atuação.

Missionários: Carlos Eduardo e Teresa Brandão Campo: Bebedouro
Missionários: Césio e Leci Moura Campo: Curitiba
Missionários: Claudecir e Regina Bianco Campo: Curitiba
Missionária: Crystal Diaz Campo: Curitiba
Missionários: Denise e Wellington Oliveira Campo: Maringá
Missionários: Isaías e Quéia Yud Campo: Peru
Missionário: Eduardo Serrati Campo: Brasil
Missionários: Israel e Miriane Hartmann Campo: Juína
Missionários: Marcelo e Damaris Moura Campo: Curitiba
Missionários: Mariana e Jorge Hernandez Campo: Estados Unidos
Missionários: Paulinho e Eliete Campo: África do Sul
Missionário: Romulo Oliveira Campo: Curitiba e Estados Unidos
Missionários: Sandra e Catito Campo: Curitiba
Missionária: Talitha Anunciação Campo: Havaí
Missionária: Tatiane Maranhão Campo: Berlim
Missionária: Vera Maria Bianchi Campo: Curitiba.


 

Missões no Nordeste

Artur e Cátia Block iniciam plantação de igrejas em Natal

 

CURITIBA, 13/01/2014 - Os missionários Artur Block e sua esposa Cátia estiveram na 1ª IPIC no dia 05 de janeiro dando seu testemunho de vida. Eles trabalharam durante todo o ano de 2013 em Mandirituba com plantação de igreja; agora os missionários viajam rumo ao Nordeste, em novos desafios. Saiba aqui quais são os planos de ministério do casal para 2014 através da carta mensal escrita por Artur Block.

“Ao olharmos para este ano que se passou podemos ver como Deus sempre esteve no controle de tudo. O acidente do Gabriel serviu para aumentar a nossa fé no Senhor, pois pudemos presenciar um grande milagre. No âmbito ministerial, também não foi diferente, durante quase dois anos nós trabalhamos no intuito de estabelecer uma nova igreja aqui na cidade de Mandirituba. Visitamos casa por casa, oramos em muitas delas, falamos de Jesus, trouxemos equipes de outros ministérios para nos ajudar, mas o trabalho não cresceu, pelo contrário foi diminuindo. Então entendemos que nosso tempo em Mandirituba havia terminado. Para o ano de 2014, retornaremos para o Nordeste, para realizar a transição do pastor Celso e ministrar uma escola de treinamento de evangelistas e missionários na igreja, em Natal. Paralelamente a isto vamos implantar uma nova igreja na cidade, juntamente com um missionário que trabalha com moradores de rua e viciados em drogas, será uma igreja voltada especialmente para os marginalizados e cremos que Deus fará grandes coisas neste lugar. Desejamos contar com vocês para este novo projeto evangelístico”.

 

Trabalho com povos indígenas

Atuação das agências missionárias evangélicas em terras indígenas

 

CURITIBA, 06/01/2014 - A Associação de Missões Transculturais Brasileiras – AMTB e o Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas – CONPLEI, publicaram uma nota de documento oficial, que visa expor aos Poderes Públicos da República Federativa do Brasil e à Sociedade a atuação destas instituições entre os povos indígenas nesses mais de 100 anos.

Diante da crescente oposição frente aos trabalhos realizados com povos indígenas, que por vezes são considerados catequizadores e nocivos, a AMTB decidiu legitimizar, com apoio jurídico, um documento que explica as iniciativas e ações missionárias desenvolvidas pelas agências ao longo de décadas. Ações essas feitas em diversas áreas como saúde, educação, subsistência e preservação linguístico-cultural dos povos indígenas. Conforme o relatório “Indígenas do Brasil”, publicado em 2010 pelo Departamento de Assuntos Indígenas da Associação de Missões Transculturais Brasileiras (DAI-AMTB), há 257 programas sociais entre as 182 etnias indígenas com presença missionária, nos quais foram realizados
mais de 100 mil atendimentos médicos e odontológicos tão-somente entre os anos de 2010 e 2012, a grande maioria sem qualquer participação financeira governamental. O principal objetivo do documento é de que o Estado brasileiro deixe de impedir ou restringir a atuação das agências em terras indígenas.

 

Haitianos na 1ª IPIC

Grupo tem aulas de portugûes

CURITIBA, 30/12/13 - No último domingo o culto da manhã teve uma participação muito especial do grupo de haitianos cantando “Noite Feliz” em francês e português.
Os haitianos têm tido aulas de português na 1ª IPIC, há três meses, com um grupo de pessoas que se dispôs a ajudar. As aulas acontecem nas quartas-feiras, sábados e domingos de manhã. Se você tem interesse em ajudar, entre em contato com Vera: 3019-8311.

 
Pagina 7 de 18

Acesso Área Restrita

Você está aqui: Início Ministérios Missões Notícias