Células

Recesso das células

Nossos grupos desfrutam de férias!

CURITIBA, 17/12/12 - A maioria dos grupos, durante o período de férias escolares, aproveitam para fazer um merecido recesso.
“Neste ano de 2012 Deus abençoou muito nossos grupos. Foi um ano de muita colheita. No primeiro semestre foram 43 pessoas que passaram pelo Curso Vida Comprometida e no segundo semestre não foi diferente, foram 41 pessoas, a maioria destes, diretamente ligados ao trabalho dos pequenos grupos”, comenta com entusiasmo o coordenador do ministério, Rev. Alessandro.

Louvamos a Deus pela vida de todos os líderes e auxiliares que dedicaram tempo, amor e perseverança neste trabalho. Os frutos são prova de que o Senhor recebeu bem todo o empenho. Que 2013 seja um Ano de Vitória para todos nós!

 

A grande festa da Colheita!

Células se alegram com batismos e profissões de fé em Culto das Primícias

Curitiba, 10/12/12 - Neste final de semana uma linda festa aconteceu aqui na igreja. Vidas assumiram o compromisso com Jesus e com o time da IPIC. Foram ao todo 30 pessoas envolvidas neste lindo evento.
Veja abaixo os números de pessoas que assumiram um novo compromisso.

Profissão de Fé e Batismo: 17
Jurisdição a pedido: 4
Batismo Infantil: 6
Profissões de Fé: 3

Louvamos a Deus por estes queridos e damos as boas vindas aos mais novos membros da 1ª IPIC! Que Deus possa usar essas novas vidas para a sua honra e glória!

 

Celebre a colheita dos novos frutos!

Chegou a hora de celebrar os resultados dados pelo Senhor


CURITIBA, 03/12/2012 - “Porque o lavrador quando ara e o debulhador quando debulha, devem fazê-lo na esperança de participar da colheita” (1 Coríntios 9.10)

A colheita é a estação da Celebração! É o tempo da festa. É o tempo de adorar a Deus por tudo que Ele fez durante todas as estações do ano. A última estação não poderia ser outra: é tempo de colher o que foi cultivado e cuidado.

É tempo de celebrar. É hora de desfrutar e repartir. Multiplicar e enviar novas sementes para outros pequenos grupos. É tempo de reiniciar o ciclo com você e com outros.

Os frutos serão colhidos depois de terem passado pelo processo  correto. Toda colheita tem sua hora certa!

 

Conheça o "Método Lamaze"

Processo para facilitar a multiplicação de células


CURITIBA, 26/11/2012 - Joel Comiskey tem um método citado no livro ‘Seja um Supervisor de Células Eficaz’ que pode ajudar muito no processo de transformação de uma célula em duas. É chamado ‘método lamaze’, em referência à uma técnica que auxilia no parto e consiste em fases a serem realizadas pela célula quando está se aproximando da multiplicação:


Fase Pré-natal: A célula, tendo já um auxiliar que irá assumir a facilitação, deve tomar conhecimento da data da multiplicação e reunir-se em dois ambientes, na  mesma casa, no momento da edificação, para que todos entendam o valor da multiplicação e conheçam melhor as pessoas que ficarão em sua célula;
Fase do Nascimento: A célula se reúne na mesma casa, fazendo apenas o quebra-gelo juntos e tendo as demais partes do encontro em ambientes separados.
Fase Pós-natal: Ocorre após a multiplicação. As células devem reunir-se por 2 a 3 encontros como células separadas e depois se reúnem para um tempo de comunhão juntos, podendo fazer isso novamente no futuro.

 

 

Prestação de contas

Ministério apresenta dados do mês de outubro

CURITIBA, 19/11/2012 - Mais um mês se fechou, e os dados de outubro apontam que tivemos a média de 46 visitantes em  todas as semanas nos pequenos grupos.  

O coordenador do ministério Rev. Alessandro Anastácio comenta sobre o desempenho das células. “Outubro foi um mês de grandes passos para nossas células, tivemos a mobilização evangelística, onde 65 pessoas  saíram para fazer contatos com os feirantes do Largo e a grande maioria destes irmãos vieram em resposta ao chamado feito às células. Realmente foi um mês de ações expressivas em direção àqueles que não conhecem a Cristo”.


 

Estação Crescimento

Momento de investir na formação de carácter de Cristo

CURITIBA, 12/11/2012 - Uma planta saudável dá bons frutos. Jesus disse: “Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto” João 15.5. Esse é o resultado que buscamos nesta estação. É uma estação linda. O escritor Craig Johnson disse: “Você não pode ver o fruto, a menos que fique plantando no campo...  é ótimo saber que o seu trabalho árduo tenha construído algo. Melhor ainda é saber que o seu trabalho duro construiu alguém”


Esta estação é o tempo intenso de ações que provocam o crescimento. Pense nisso e continue firme em seu ministério de levar seus irmãos a crescer na fé, dia a dia, em Cristo. Você está disposto a investir tudo o que sabe e tem para levar pessoas a crescer espiritualmente? Esse é o seu desafio.

 

Os benefícios das células

Pequenos grupos fortaleceme estimulam a caminhada da fé na vida da Igreja 

Vejam alguns benefícios trazidos pela implantação das células:
Aproximam as pessoas;
São mais acessíveis aos não crentes (ou sem igreja);
São mais receptivos aos novos na fé;
Preparam novos líderes natural e informalmente;
Estendem os limites do cuidado ao rebanho;
São instrumentos ágeis de mobilização do rebanho;
Facilitam o processo ensino-aprendizagem;
Viabilizam a concretização do amor fraternal e mutualidade;
Ampliam as possibilidades de engajamento dos membros no ministério cristão;
Integram os novos decididos com maior eficácia.

Nossas células se reúnem semanalmente, de casa em casa, com o objetivo de promover a fé cristã e buscar desenvolver os propósitos bíblicos de comunhão, evangelismo, discipulado, adoração e serviço como estilo de vida. Faça parte deste time.

 

O movimento célular

 

Origem histórica dos pequenos grupos modernos


Os primeiros grupos pequenos como conhecemos hoje começaram com o pastor Paul Yonggi Cho, da Igreja do Evangelho Pleno, na Coréia do Sul. Em 1961, o pastor Cho, lançou o livro Grupos Familiares e o Crescimento da Igreja, o qual é considerado o grande marco histórico das células. Cho não criou algo novo, mas expôs ao mundo o que acontecia em seu país, revelando uma forma de cristianismo eficiente, e um retorno ao modelo bíblico.

Baseados no modelo coreano, os argentinos Juan Carlos Ortiz e Jorge Himitian, além de vários outros pastores argentinos, no início dos anos 80, criaram os modelos conhecidos como “movimentos de discipulado” e “comunidades cristãs”.

Adaptado dos modelos coreano e argentinos, Roberto Lay, da Igreja Menonita aqui de Curitiba, criou no Brasil a “igreja em células”, que diferia dos anteriores em sua estrutura, por isso os primeiros passaram a ser conhecidos como “igrejas com células”.

A idéia de igrejas com células e igrejas em células se espalharam por vários lugares do mundo e foram se diversificando e se especializando, surgindo os grupos familiares pastorais, grupos de koinonia, igrejas em lares, grupos de discipulado, grupos de apoio etc. Várias igrejas adotaram alguns desses modelos como dinâmica de vida eclesiástica e ficaram conhecidas como “igrejas de células”.

Não deixe de participar de uma célula!

 

 

Relatório de célula - Setembro

 

Estágio da vida em célula

Conheça as quatro fases vivenciadas pelos grupos de células



FORMAÇÃO - estágio conhecido como “lua de mel”, é animador. As pessoas começam a se conhecer e gostam disso.

AGITAÇÃO - fase de “conflitos”, diferenças de personalidade e de valores criam tensão. As pessoas estão se conhecendo melhor e às vezes não gostam disso.

PADRONIZAÇÃO - é o estágio “comunidade”. As pessoas já moldaram muitas de suas diferenças e estão aprendendo a amar e apreciar uns aos outros. Um sentimento de unidade em torno de uma visão move o grupo para frente.

AÇÃO - fase do “evangelismo”, embora o evangelismo faça parte de todos os estágios da vida da célula, ele é acelerado neste ponto. Para que o grupo permaneça eficaz e com intimidade, precisa se multiplicar nesta fase. Se não, perde lentamente sua vitalidade.

 
Pagina 6 de 11

Acesso Área Restrita

Você está aqui: Início Ministérios Células Notícias