Editorial semanal

Tempo de esperança

Rev. Emerson Orenha

Falta um pouco mais de uma semana para a celebração do natal. Envolvemo-nos muito com essa data especial e, sinceramente, o “clima natalino” é muito gostoso de se vivenciar, não importa onde estejamos, pois, de norte a sul do país, a expectativa de esperança é gerada no coração de cada um de nós.

Mas isso não significa que as lutas e batalhas cessam nesse período, que há uma trégua do inimigo deixando-nos livres de suas setas inflamadas. O inimigo continuará a agir, a demonstrar sua ira e vontade de trazer destruição aos filhos de Deus. Porém, nossa esperança deve permanecer naquele que já venceu todas as nossas lutas. Em Isaías 33.2, o profeta registra que em meio à destruição e traição, a esperança seria lançada em Deus: “Senhor, tem misericórdia de nós; pois em Ti esperamos! Sê tu a nossa força cada manhã, nossa salvação na hora do perigo”.
Assim, nessa última semana antes da celebração do natal, reflita sobre o que Deus tem para nos mostrar diante de uma promessa já concretizada e que trouxe um diferencial na vida do ser humano: Deus já enviou o Seu único filho; Jesus já nasceu; Ele já viveu e caminhou com a humanidade. E a palavra de Deus em João 1.12 reflete o desejo e propósito do Pai aos que acreditaram no que Ele fez: “Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos Deus... os quais nasceram de Deus.”

Esse é um tempo de esperança! Esperança renovada, vivida, proclamada, que gera em nós um desejo de servi-Lo e de servirmos uns aos outros com o exemplo do amor que recebemos dEle.

 
Pagina 10 de 394

Acesso Área Restrita

Você está aqui: Início Atividades Semanal Editorial