Editorial semanal

Planos, com a aprovação de Deus.

Rev. Emerson Orenha

É certo afirmar que as pessoas, de modo em geral, fazem planos. Alguns planos são chamados de curto prazo, que são aqueles mais imediatos: “farei isso ou aquilo amanhã”. Outros são a médio prazo, “daqui a um ano, trocarei de carro”. Alguns planos são a longo prazo, “daqui a 5 anos, estarei estabelecido profissional e financeiramente”.

É certo ainda mencionar que alguns planos são bem simples, outros complexos. Alguns, posso realizar sozinho, outros eu preciso de ajuda. Vale ainda dizer que alguns planos são bem sucedidos e outros nem se realizam. Veja agora o que diz a Bíblia: “O coração do homem (mulher) pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor” (Provérbios 16.1). O que podemos aprender através desse verso?

I - Não é errado fazer planos. Isso é, fazer bom uso da inteligência que Deus concedeu a cada um de nós. Ele nos deu inteligência para usarmos de forma adequada. E fazer planos mostra que somos pessoas organizadas.

II - Deus é o maior interessado na realização dos planos que Ele tem para nós. A Bíblia nos ensina que Deus quer nos dirigir e guiar os nossos passos. Por isso, devemos mostrar nossos planos a ele e esperar a Sua aprovação, até mesmo antes da execução dos mesmos.

Assim sendo, devemos orar antes da execução de qualquer plano, e não depois da ação. O cristão ora e pede aprovação de Deus e, com essa aprovação, vai em frente nos seus projetos. O cristão que não ora antes sofrerá as conseqüências de todas as suas ações realizadas sem a aprovação divina.

 
Pagina 9 de 377

Acesso Área Restrita

Você está aqui: Início Atividades Semanal Editorial