Editorial semanal

O novo nascimento

Rev. Cristiano Zioli

O Evangelho de João é o novo Gênesis. Se no capítulo terceiro de Gênesis temos a queda do homem, aqui temos a sua redenção. A conversa é feita no jardim, é Deus que se encontra com o homem novamente, no cair do dia, à noite. O homem, com as mesmas desculpas, com as mesmas impossibilidades, e Deus com a mesma misericórdia, o mesmo amor. Aquele que pisaria na cabeça da serpente, agora está no jardim, e Ele pisará!

Deus não quer que você seja uma pessoa bacana, uma pessoa melhor, alguém que se destaca por seus bons costumes e ações. Deus quer matar essa pessoa! Deus não quer podar os galhos dessa árvore; quer arrancar pelas raízes a ponto dela não sentir mais a seiva no seu tronco e galhos, a ponto dela secar ao sol e virar lenha! Deus quer que outra pessoa nasça no lugar! Dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço, diz a física! Enquanto o velho homem existir, o novo não tem lugar!

Há uma condenação descrita nesse capítulo terceiro de João. A condenação é ser feliz e realizado com quem se é, sem aceitar o Cristo. A condenação é não sentir necessidade de Deus e não O recebê-Lo como o único caminho para a redenção da humanidade.

Segundo Jesus, esse homem que não quer Deus, está condenado a viver uma farsa, por mais prazerosa que seja. Ele pode ser rico, cheio de bens, de possibilidades, mas ainda assim, condenado. Aqui, vejo que possuir muitos bens pode não ser sinal de benção! E que sofrer por um período, pode significar que um novo ser está nascendo. Talvez o sofrimento seja um dos sinais de estarmos no caminho certo, e a ausência dele pode significar o oposto.

 
Pagina 8 de 329

Acesso Área Restrita

Você está aqui: Início Atividades Semanal Editorial