Editorial semanal

O ano mau começou

Rev. Cristiano Zioli

Difícil é começar o ano se cobrando demais. A dieta que ainda não começou, aquele livro que ainda está na lista, orar mais, se dedicar mais à família, enfim, são tantas as opções que a gente acaba se perdendo e não faz nenhuma. Mas tenho a percepção que a cobrança não para. Essa é, com certeza, a única coisa que conseguimos fazer com excelência. Pior que a cobrança externa, existe aquela que é interna, que só a gente sabe. O perfeccionista, aquele que tem uma certa obsessão em ver as coisas andando do jeito que sempre quis, enfim, é um sofrimento que só quem se cobra, sabe!

O caminho do Evangelho é aquele que o fardo é leve e o jugo é suave. O aprendizado acontece, mas não às custas da sua saúde mental ou espiritual. Não às custas de seu desenvolvimento pessoal e familiar. Trabalhar demais não é bom, mas também não ter trabalho algum é horrível. Eclesiastes fala de um correr atrás do vento, de que não há nada de novo debaixo do sol. Portanto, não é o ponto de chegada que conta, mas a caminhada. Não é o topo, é a subida. Não é a vitória ou a derrota, mas o jogo. O que conta mais que os alvos que nós fizemos não é se venceremos, mas se apenas conseguiremos realiza-los.

C.S. Lewis disse: “Eu pensava que seguíamos caminhos já feitos, mas parece que não os há. O nosso ir faz o caminho”. Jesus sempre fala do caminho e não do final. Ele conta uma história e não revela o final, porque o final já está lá, nos esperando. É uma questão de esperança e de tempo, mas está lá. O que nos resta é decidir o que fazer com o tempo que nos foi dado.

 
Pagina 6 de 394

Acesso Área Restrita

Você está aqui: Início Atividades Semanal Editorial