Editorial semanal

Palavras abençoadoras

Revª. Priscila M. Kume
Pastora auxiliar da 1ª IPIC

Como é bom receber uma palavra que incentiva a seguir adiante em momentos de abatimento. Melhor que isso, porém, é ser portador de palavras que abençoam vidas! Como filhos e filhas de Deus, devemos usar nossa linguagem para comunicar palavras abençoadoras.

Palavras podem gerar vida, mas também podem destruir a vida de alguém. Em nossa sociedade, existe um número considerável de pessoas com sérios traumas gerados por agressão verbal, e não apenas física. Em Lucas 6:45, a Bíblia nos diz: “...a boca fala do que o coração está cheio”. As nossas palavras são reflexo do que temos colocado em nosso coração. Se o nosso coração estiver tomado por coisas ruins, sentimentos maus, rancor e ódio; esse será o combustível para palavras que amaldiçoam e que destroem vidas.

No Salmo 19:14 está escrito: “que as palavras dos meus lábios e o meditar do coração agradem a ti, Senhor!”. O que proferimos com nossos lábios deve louvar ao Senhor! Se a Bíblia nos diz que nossas palavras devem agradar a Deus, logo podemos concluir que nosso coração não deve estar cheio de sentimentos ruins; mas, sim, repleto de amor, perdão e paciência.

O reflexo de um coração que medita nas coisas de Deus são palavras e atitudes que geram vida, que curam, que restauram, que consolam. É para isso que fomos criados!

Se nosso coração pertencer a Jesus, todo o resto do corpo também pertencerá.
Usemos pois a nossa boca para dizer palavras abençoadas e que abençoam vidas! Que Deus assim nos ajude e nos aben
çoe.

 
Pagina 351 de 385

Acesso Área Restrita

Você está aqui: Início Atividades Semanal Editorial