Editorial semanal

Uma igreja que valoriza a vida

Rev. Cristiano Zioli

O suicídio está entre as três principais causas de morte no Brasil entre jovens de 15 a 29 anos. O Brasil é um dos principais países onde o suicídio é uma questão de saúde pública, por conta da crescente onda de mortes entre jovens e adolescentes. Campanhas já foram feitas por igrejas e ONGs, mas nenhuma causa tanta repercussão como o do Setembro Amarelo. O nome tem duas razões: Amarelo por conta de um incidente nos Estados Unidos, onde um rapaz tirou sua vida dirigindo um carro amarelo; e Setembro, porque o dia 10 do mês é considerado o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Uma Igreja que valoriza a vida, valoriza qualquer manifestação vivente. Por isso que cristãos cuidam dos animais, preservam a natureza, possuem uma mente ecológica e lutam pela manutenção e continuidade da vida. Suicídio não é apenas um atentado contra a pessoa; é um atentado contra o que cremos ser vida. Correr atrás de dinheiro, fama, reconhecimento, resultados o tempo todo não é apenas desumano; é um conceito presente no nosso século. Paulo relata alguém que amou o século e seu nome era Demas, que significa “Aquele que é consagrado à mãe terra”. Ame a Terra, ame as coisas que aqui estão e você perderá tudo, como tentar segurar a água entre os dedos. Ame o Senhor e todas as demais coisas, essenciais, nos serão acrescentadas.

Quem se suicida não quer morrer, mas quer que a dor pare. A única forma de ajudar gente que passa por esse vale é acolher a dor sem julgar! Abrace, ore, acolha! Seja instrumento da preservação da vida!

 
Pagina 4 de 377

Acesso Área Restrita

Você está aqui: Início Atividades Semanal Editorial