Editorial semanal

O fruto do Espírito e a nova criação

Rev. Cristiano Zioli

O fruto do Espírito é a resposta bíblica para um mundo em franca decadência e cada dia mais cheio de ódio e indiferença. Segundo a carta aos Gálatas, Paulo diz que o que nós produzimos, e o que só podemos produzir como seres caídos, refletem nossa natureza pecaminosa. A hostilidade, os ciúmes e os acessos de raiva, a feitiçaria e a idolatria, entre outras ações, são resultados dos desejos da nossa natureza humana caída. Porém, Deus deseja nos fazer novas criaturas com uma nova visão da vida e, como resultado óbvio, do outro.

Nossos esforços apenas nos levam para mais longe de Deus e de Seu desejo de nos tornarmos como Jesus. O Espírito é o único meio de nos tornarmos humanos à imagem de Cristo através do Seu fruto. Jesus foi o bendito fruto do ventre de Maria e o Espírito produz em nós a natureza de Cristo, a ponto de Paulo afirmar que ele não mais vivia, mas Cristo vivia nele.

Uma Igreja saudável celebra a vida e não a morte. É o peito aberto que vai à guerra espiritual sabendo que nossa luta não é contra carne ou sangue, mas é contra o que a carne e sangue unicamente podem produzir. Portanto, o fruto do Espírito nasce no solo do confronto entre a nova natureza e a natureza caída, que insiste em pegar em armas humanas para resolver seus problemas.

O Espírito habita em nós, porque justamente em nós habita a injustiça, o ódio, a indiferença, o legalismo e a desumanização. Ele precisa nos fazer de novo com a cara de Cristo; desagradável à religião, que se mancomuna com o poder; e agradável a Deus, que comunga com pecadores.

 
Pagina 1 de 402

Acesso Área Restrita

rss

Não foi especificada a URL da fonte de notícias.
Você está aqui: Início Atividades Semanal Editorial